segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Viver a vida

A vida nos ensina varias coisas, e quanto mais vivemos mais descobrimos que temos muito o que aprender.. enquanto escrevo este post fico a pensar e me perguntar a cerca de varias coisas, são tantos questionamentos. Mas fazer o que? Somos seres racionais.. o pensamento, a crítica são coisas que fazem parte daquilo que somos e do que iremos ser.

Eu não sei você, mas eu sou uma pessoa extremamente complicada.. é verdade.. da mesma maneira que sou simples e super compreensiva também sei ser complexa ao extremo quando o assunto é pensamento sobre algo chamado vida.. deve ser por que eu quero viver tudo intensamente e não deixar passar nada em branco.. e quando escrevo é como se estivesse colocando pra fora aquilo que me atormenta.. que fica martelando na minha mente e não me deixa dormir.. é como se estivesse me comunicando com o mundo e pedisse para ele respostas ... Mas será que ele é capaz de me responder sem querer algo em troca?

Vivemos em um sistema manipulador que só pensa no individuo como uma maquina ao seu favor, vivemos uma vida escrava buscando pelos nossos ideais que são pré-moldados por mídias e propaganda que geram o desejo instigante de consumo. Vivemos para nutrir um sistema. Somos pessoas sem coração muitas vezes que pensam sem pensar e agem sem querer agir, tudo por causa de alguns instrumentos de controle; o dinheiro, a busca incessante pelo sucesso e pelo poder.

Fomos moldados e adestrados a enxergar esse mundo de forma contrária estamos dando mais valor para aquilo que podemos comprar e ter do que ao amor que podemos construir com simples gestos de carinho e admiração. Nossos valores estão invertidos, nossa moral está sendo colocada no chão e achamos graça disso tudo. Eu não me coloco em um lugar diferente desse não, de forma alguma. Se estou aqui escrevendo isso é porque também tenho feito parte desse mesmo ciclo vicioso. Estamos dependentes dessa DROGA chamada globalização.

As distancias ficaram menores, o tempo está diminuindo e o amor, ha o amor este está ficando mais frio a cada dia. E para onde estamos indo com isso tudo ? Estamos caminhando para o fim, um fim bem mais próximo do que podemos imaginar..

A internet trouxe a proximidade, com ela posso me comunicar com amigos que moram no Japão sem gastar muito e fico conectada as tendências e novidades do mundo num piscar de olhos. O google me ajuda a achar tudo o que preciso saber, menos o meu trabalho de impressão digital. Por que se trata de um conteúdo novo. Mas calma daqui a pouco teremos esse conteúdo estará disponível, no mundo digital as coisas funcionam dessa forma. Quando não temos aquilo que buscamos uma hora ou outra sabemos que iremos encontrar com apenas um click. É a era do mundo DIGITAL tudo ao seu alcance até o que era difícil ficou fácil. Os mecanismos que te ajudam também podem te atrapalhar, ou você acha que o modo offline do msn, ou o depoimento do orkut que só você vê e mais ninguém sabe, não mexem com você. É uma realidade pessoal que está vindo a tona com mais facilidade, o pior é que está sendo nutrida e alimentada. Quando cometemos ou fazemos alguma coisa errada sabemos que estamos em falta por que a nossa consciência não para de nos condenar nos mostrando o que estamos fazendo de mal para as outras pessoas e para nós mesmos. Mas o problema é a cauterização e a realidade virtual, achamos que estamos impunes e ilesos por que não estamos fazendo nada nesse mundo. Estamos apenas brincando com os nossos desejos na nossa realidade virtual, nada fora do normal. Será? ...

Por que facilitar tanto as coisas? Para deixar o ser humano sem moral, sem ética, sem respeito. Sabemos que quando não se há respeito não se tem nada, pois a base para qualquer relacionamento seja ele qual for; amizade, familiar, amoroso é o respeito e a confiança. Mas e quando isso é desmoralizado o que temos? A falta deles, isso gera o que estamos vendo e vivendo nos dias de hoje a falta de amor. É filho matando pai, pai matando filho. Guerras, ódio, destruição... É tudo isso está virando NORMAL.

O mundo está morrendo! São campanhas e mais campanhas de conscientização para reciclagem, o combate a favor do planeta. 2012 ... será o nosso fim?

Se for, deixarei algumas pendências ou não. Quem sabe disso é o tempo, mas ele ta andando rápido demais. Será que eu consigo alcançar ele e .. possa me casar, ser mãe e mimar alguém que não seja apenas o meu namorado mais sim o meu marido...

Quando era apenas uma criança de 12 anos sonhava com essas coisas, me casar, ter filhos, construir um lar. Esse sonho ainda faz parte dos meus ideais, mas tenho medo ... medo de não conseguir alcançá-los. Porque não sei até quando o planeta vai sobreviver. NÃO SEI QUANTO TEMPO AINDA TEMOS... isso me assusta. O que me conforta hoje, é que posso viver a vida da melhor forma, como gosto de viver intensamente .. aquilo que está ao meu alcance eu faço. E assim, vou vivendo dia após dia desatando o laço do meu presente diário e esperando o futuro incerto do meu amanhã.

Nenhum comentário: