quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Uma lição de vida



O entrevistado é Roberto Shinyashiki, médico psiquiatra, com Pós-Graduação em administração de empresas pela USP, consultor organizacional e conferencista de renome nacional e internacional.

ISTO É: Quem são os heróis de verdade?
Roberto Shinyashiki: Nossa sociedade ensina que, para ser uma pessoa de
sucesso, você precisa ser diretor de uma multinacional, ter carro importado, viajar de primeira classe. O mundo define que poucas pessoas deram certo. Isso é uma loucura. Para cada diretor de empresa, há milhares de funcionários que não chegaram a ser gerentes. E essas pessoas são tratadas como uma multidão de fracassados. Quando olha para a própria vida, a maioria se convence de que não valeu a pena porque não conseguiu ter o carro nem a casa maravilhosa. Para mim, é importante que o filho da moça que trabalha na minha casa possa se orgulhar da mãe. O mundo precisa de pessoas mais simples e transparentes. Heróis de verdade são aqueles que trabalham para realizar seus projetos de vida, e não para impressionar os outros. São pessoas que sabem pedir desculpas e admitir que erraram.





ISTO É: O Sr. citaria exemplos?
Roberto Shinyashiki: Quando eu nasci, minha mãe era empregada doméstica e meu pai,
órfão aos sete anos, empregado em uma farmácia. Morávamos em um bairro miserável em São Vicente (SP) chamado Vila Margarida. Eles são meus heróis. Conseguiram criar seus quatro filhos, que hoje estão bem. Acho lindo quando o Cafu põe uma camisa em que está escrito "100% Jardim Irene". É pena que a maior parte das pessoas esconda suas raízes. O resultado é um mundo vítima da depressão, doença que acomete hoje 10% da
população americana. Em países como Japão, Suécia e Noruega, há mais suicídio do que homicídio. Por que tanta gente se mata? Parte da culpa está na depressão das aparências, que acomete a mulher que, embora não ame mais o marido, mantém o casamento, ou o homem que passa décadas em um emprego que não o faz se sentir realizado, mas o faz
se sentir seguro.




ISTO É: Qual o resultado disso?
Roberto Shinyashiki: Paranóia e depressão cada vez mais precoces. O pai quer preparar o filho para o futuro e mete o menino em aulas de inglês, informática e mandarim. Aos nove ou dez anos a depressão aparece. A única coisa que prepara uma criança para o futuro é ela poder ser criança. Com a desculpa de prepará-los para o futuro, os malucos dos pais estão roubando a infância dos filhos. Essas crianças serão adultos inseguros e terão discursos hipócritas. Aliás, a hipocrisia já predomina no mundo corporativo.




ISTO É: Por quê?
Roberto Shinyashiki: O mundo corporativo virou um mundo de faz-de-conta, a começar pelo processo de recrutamento. É contratado o sujeito com mais marketing pessoal. As corporações valorizam mais a auto-estima do que a competência. Sou presidente da Editora Gente e entrevistei uma moça que respondia todas as minhas perguntas com uma ou duas palavras. Disse que ela não parecia demonstrar interesse. Ela me respondeu estar muito interessada, mas, como falava pouco, pediu que eu pesasse o desempenho dela, e não a conversa. Até porque ela era candidata a um emprego na contabilidade, e não de relações públicas. Contratei-a na hora. Num processo clássico de seleção, ela não passaria da primeira etapa.




ISTO É: Há um script estabelecido?
Roberto Shinyashiki: Sim. Quer ver uma pergunta estúpida feita por um Presidente
de multinacional no programa O aprendiz?
"Qual é seu defeito?" Todos respondem que o defeito é não pensar na vida pessoal: "Eu mergulho de cabeça na empresa. Preciso aprender a relaxar". É exatamente o que o Chefe quer escutar. Por que você acha que nunca alguém respondeu ser desorganizado ou esquecido? É contratado quem é bom em conversar, em fingir. Da mesma forma, na maioria das vezes, são promovidos aqueles que fazem o jogo do poder. O vice-presidente de uma as maiores empresas do planeta me disse: "Sabe, Roberto, ninguém chega à vice-presidência sem mentir". Isso significa que quem fala a verdade não chega a diretor?




ISTO É: Temos um modelo de gestão que premia pessoas mal preparadas?
Roberto Shinyashiki: Ele cria pessoas arrogantes, que não têm a humildade de se preparar, que não têm capacidade de ler um livro até o fim e não se preocupam com o conhecimento. Muitas equipes precisam de motivação, mas o maior problema no Brasil é competência.

CUIDADO COM OS BURROS MOTIVADOS - Há muita gente motivada fazendo besteira. Não adianta você assumir uma função para a qual não está preparado. Fui cirurgião e me orgulho de nunca um paciente ter morrido na minha mão. Mas tenho a humildade de reconhecer que isso nunca aconteceu graças a meus chefes, que foram sábios em não me dar um caso para o qual eu não estava preparado. Hoje, o garoto sai da faculdade achando que sabe fazer uma neurocirurgia. O Brasil se tornou incompetente e não acordou para isso.




ISTO É: Está sobrando auto-estima?
Roberto Shinyashiki: Falta às pessoas a verdadeira auto-estima. Se eu preciso que os outros digam que sou o melhor, minha auto-estima está baixa. Antes, o ter conseguia substituir o ser. O cara mal-educado dava uma gorjeta alta para conquistar o respeito do garçom. Hoje, como as pessoas não conseguem nem ser nem ter, o objetivo de vida se tornou parecer. As pessoas parecem que sabem, parece que fazem, parece que acreditam. E poucos são humildes para confessar que não sabem. Há muitas mulheres solitárias no Brasil que preferem dizer que é melhor assim. Embora a auto-estima esteja baixa, fazem pose de que está tudo bem.




ISTO É: Por que nos deixamos levar por essa necessidade de sermos perfeitos em tudo e de valorizar a aparência?
Roberto Shinyashiki: Isso vem do vazio que sentimos. A gente continua valorizando os heróis. Quem vai salvar o Brasil? O Lula. Quem vai salvar o time? O técnico. Quem vai salvar meu casamento? O terapeuta. O problema é que eles não vão salvar nada! Tive um professor de filosofia que dizia: "Quando você quiser entender a essência do ser humano, imagine a rainha Elizabeth com uma crise de diarréia durante um jantar no Palácio de Buckingham". Pode parecer incrível, mas a rainha Elizabeth também tem diarréia. Ela certamente já teve dor de dente, já chorou de tristeza, já fez coisas que não deram certo. A gente tem de parar de procurar super-heróis. Porque se o super-herói não segura a onda, todo mundo o considera um fracassado.




ISTO É: O conceito muda quando a expectativa não se comprova?
Roberto Shinyashiki: Exatamente. A gente não é super-herói nem superfracassado. A gente acerta, erra, tem dias de alegria e dias de tristeza. Não há nada de errado nisso. Hoje, as pessoas estão questionando o Lula em parte porque acreditavam que ele fosse mudar suas vidas e se decepcionaram. A crise será positiva se elas entenderem que a responsabilidade pela própria vida é delas.




ISTO É: Muitas pessoas acham que é fácil para o Roberto Shinyashiki dizer essas coisas, já que ele é bem-sucedido. O senhor tem defeitos?
Roberto Shinyashiki: Tenho minhas angústias e inseguranças. Mas aceitá-las faz minha vida fluir facilmente. Há várias coisas que eu queria e não consegui. Jogar na Seleção Brasileira, tocar nos Beatles (risos). Meu filho mais velho nasceu com uma doença cerebral e hoje tem 25 anos. Com uma criança especial, eu aprendi que ou eu a amo do jeito que ela é ou vou massacrá-la o resto da vida para ser o filho que eu gostaria que fosse. Quando olho para trás, vejo que 60% das coisas que fiz deram certo. O resto foram apostas e erros. Dia desses apostei na edição de um livro que não deu certo. Um amigão me perguntou: "Quem decidiu publicar esse livro?" Eu respondi que tinha sido eu. O erro foi meu. Não preciso mentir.




ISTO É: Como as pessoas podem se livrar dessa tirania da aparência?
Roberto Shinyashiki: O primeiro passo é pensar nas coisas que fazem as pessoas cederem a essa tirania e tentar evitá-las. São três fraquezas. A primeira é precisar de aplauso, a segunda é precisar se sentir amada e a terceira é buscar segurança. Os Beatles foram recusados por gravadoras e nem por isso desistiram. Hoje, o erro das escolas de música é definir o estilo do aluno. Elas ensinam a tocar como o Steve Vai, o B. B. King ou o Keith Richards. Os MBAs têm o mesmo problema: ensinam os alunos a serem covers do Bill Gates. O que as escolas deveriam fazer é ajudar o aluno a desenvolver suas próprias potencialidades.




ISTO É: Muitas pessoas têm buscado sonhos que não são seus?
Roberto Shinyashiki: A sociedade quer definir o que é certo. São quatro loucuras da sociedade. A primeira é instituir que todos têm de ter sucesso, como se ele não tivesse significados individuais. A segunda loucura é: Você tem de estar feliz todos os dias. A terceira é: Você tem que comprar tudo o que puder. O resultado é esse consumismo absurdo. Por fim, a quarta loucura: Você tem de fazer as coisas do jeito certo. Jeito certo não existe! Não há um caminho único para se fazer as coisas. As metas são interessantes
para o sucesso, mas não para a felicidade. Felicidade não é uma meta, mas um estado de espírito. Tem gente que diz que não será feliz enquanto não casar, enquanto outros
se dizem infelizes justamente por causa do casamento. Você pode ser feliz tomando sorvete, ficando em casa com a família ou
com amigos verdadeiros, levando os filhos para brincar ou indo a praia ou ao cinema. Quando era recém-formado em São Paulo, trabalhei em um hospital de pacientes terminais. Todos os dias morriam nove ou dez pacientes. Eu sempre procurei conversar com eles na hora da morte. A maior parte pega o médico pela camisa e diz: "Doutor, não me deixe morrer. Eu me sacrifiquei a vida inteira, agora eu quero aproveitá-la e ser feliz". Eu sentia uma dor enorme por não poder fazer nada. Ali eu aprendi que a felicidade é feita de coisas pequenas. Ninguém na hora da morte diz se arrepender por não ter aplicado o dinheiro em imóveis ou ações, mas sim de ter esperado muito tempo ou perdido várias oportunidades para aproveitar a vida.

Entrevista concedida à Revista "Isto É"
Repórter: Camilo Vannuchi
Enviada por: Vera Lucia Prado

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O tempo de ser feliz é agora, o lugar é aqui



Acorde todas as manhã com um sorriso.
Esta é mais uma oportunidade que você tem para ser feliz.
Seja seu próprio motor de ignição. O dia de hoje jamais voltará.
Não o desperdice, pois você nasceu para ser feliz!
Enumere as boas coisas que você tem na vida.
Ao tomar consciência do seu valor,
você será capaz de ir em frente com muita força, coragem e confiança!
Trace objetivos para cada dia.



Você conquistará seu arco-íris, um dia de cada vez.

Seja paciente.
Não se queixe do seu trabalho, do tédio, da rotina,
pois é o seu trabalho que o mantém alerta,
em constante desenvolvimento pessoal e profissional,
além disso o ajuda a manter a dignidade.




Acredite, seu valor está em você mesmo.
Não se deixe vencer, não seja igual, seja diferente.
Se nos deixarmos vencer, não haverá surpresas, nem alegrias.
Conscientize-se que a verdadeira felicidade está dentro de você.




A felicidade não é ter ou alcançar, mas sim dar.
Estenda sua mão. Compartilhe. Sorria. Abrace.
A felicidade é um perfume que você não pode passar nos outros
sem que o cheiro fique um pouco em suas mãos.
O importante de você ter uma atitude positiva diante da vida,
ter o desejo de mostrar o que tem de melhor,
é que isso produz maravilhosos efeitos colaterais.
Não só cria um espaço feliz para o que estão ao seu redor,
como também encoraja outras pessoas a serem mais positivas.

O tempo para ser feliz é agora.
O lugar para ser feliz é aqui!

Texto autorizado pelo site "A Jornada"
www.ajornada.hpg.ig.com.br

(Repasse com os devidos créditos)

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Geração FAST FOOD


“Tempo é dinheiro”.






Quem já não ouviu essa famosa frase pelo menos uma vez.

O que ela trás para as nossas vidas? O peso da geração FAST FOOD.

Uma geração que se preocupa mais com o tempo que pode perder para deixar de ganhar mais dinheiro e se afunda nas comidas industrializadas, rápidas, cheias de calorias e que não trazem beneficio algum para a saúde, só fazem mal.. Mas quem hoje está preocupado com a saúde mesmo? Por isso as redes sociais estão querendo ativar na mente desse ser humano compulsivo por dinheiro, comida rápida e praticidade. Alguns conceitos de vida saudável, bem-estar e valorização da vida.





A sociedade vem sofrendo mudanças drásticas e que estão influenciando em todas as áreas da nossa vida. Onde será que tudo isso começou? Pelo menos parte dessa transformação teve inicio quando a Era da Revolução Industrial resolveu aparecer:

“A substituição das ferramentas pelas máquinas, da energia humana pela energia motriz e do modo de produção doméstico pelo sistema fabril constituiu a Revolução Industrial; revolução, em função do enorme impacto sobre a estrutura da sociedade, num processo de transformação acompanhado por notável evolução tecnológica.
A Revolução Industrial aconteceu na Inglaterra na segunda metade do século XVIII e encerrou a transição entre feudalismo e capitalismo, a fase de acumulação primitiva de capitais e de preponderância do capital mercantil sobre a produção. Completou ainda o movimento da revolução burguesa iniciada na Inglaterra no século XVII.”
fonte (http://www.culturabrasil.org/revolucaoindustrial.htm)

Como sempre o homem busca por melhorias que lhe tragam benefícios financeiros relacionados ao tempo. Tudo para economizar tempo transformando esse tempo em dinheiro com mais rapidez e aumento de capital por tempo gasto. Ou seja, vivemos para ganhar mais dinheiro em menos tempo.




Ok. Temos o conceito formado: - Tudo precisa ser rápido, pra ontem e contamos com a tecnologia que nos ajuda e auxilia na excussão das nossas tarefas. Pois precisamos crescer e chegar aonde não se podia. O clero foi rompido e as camadas desfavorecidas podem alcançar o topo mediante o seu esforço.... TEMPO É DINHEIRO = DINHEIRO É CONQUISTA DO REINADO


Sejam Bem vindos a geração FAST FOOD onde tudo precisa ser rápido e a ordem natural das coisas é substituída pela ordem sobrenatural. Hoje não é preciso tempo de espera para enviar uma carta como antigamente via correio, precisamos apenas de um click e um endereço de e-mail e essa informação chega em alguns segundos e não mais em dias. A nossa comida pode ser entregue em 10 minutos nos drives das grandes redes de conveniência.

Por que temos que perder tempo se hoje temos consulta por telefone, vídeo conferencia, internet bank, cursos on-line, chat de atendimento on-line, lojas virtuais, compras por telefone/internet e entrega em casa.. pra que sair de casa se posso resolver tudo através da telinha. Basta apenas alguns clicks e pronto resposta rápida e eficiente, pra que contato com a sociedade.. isso não é importante eu preciso desenvolver a minha vida o resto que se vire eu não preciso disso tenho 600 contatos no Orkut e no Facebook, seguidores no Twitter e no meu blog. Com isso a vida vai perdendo o sentido e se torna banal, os simples detalhes são colocados de lado e a busca pelo poder é colocada em primeiro lugar..

Avanços e mais avanços.. onde vamos parar, nosso consciente pode responder por tudo isso? E o amor é rápido, descartável, substituível?

Ctrl+Z, Ctrl+V, Ctrl+P, Ctrol+C, Shift+Del servem para a vida real ....

Não quero mais esse corpo, quero o corpo da Juliana Salimeni. Um momento, Ctrl+C no corpo dela e Ctrl+V no meu e Ctrl+X no meu corpo antigo.. PRONTO virei realidade virtual...




Se não pararmos de confundir as coisas e misturar o irreal com o real viraremos seres cada vez mais depressivos, descontentes, irritantes, frios, calculistas, egoístas ....

Vamos temos que dar valor as nossas vidas e ver que as formas de substituição não podem continuar temos que ter ordem e decência para tudo na vida.. não se pode perder 10 kilos em 2 dias sem sofrer danos por isso, não se pode fabricar milhares de produtos sem prejudicar o meio-ambientes e sofrem por isso. Todo Efeito foi gerado por uma CAUSA. O que queremos causar com as nossas atitudes e quais tem sido os efeitos?

Não podemos simplesmente substituir o nosso tempo real pelo tempo ilusório dessa nova geração FAST FOOD.



Pense nisso: - O maior risco da vida É NÃO FAZER NADA!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

As pessoas são motivadas pelos resultados que conseguem alcançar

texto de Márcio Miranda - www.workshop.com.br




Como empresário e negociador tenho procurado entender como se processa um dos mais importantes fatores do sucesso tanto pessoal como profissional — a motivação!

Para isso, tenho feito constantes pesquisas com empresários, executivos e profissionais das mais diversas áreas e posições, tanto no Brasil como no exterior. Todo esse esforço não foi em vão, pois consegui chegar a uma conclusão mais ou menos esperada − As pessoas são motivadas pelos resultados que conseguem alcançar. Sabe por que eu digo que essa conclusão era previsível? Porque ratificou um sentimento que eu tinha em relação à minha própria motivação e à motivação das minhas equipes de trabalho.

Todo esse aprendizado tem sido aplicado nas minhas empresas e, com toda certeza, tem contribuído, de forma significativa, para os excelentes resultados alcançados ao longo de quase 25 anos de existência.

“Quanto maior for o seu desejo,
maior tenderá a ser a energia que
você estará disposto a despender
para alcançar a sua meta.”


Mas essa conclusão trouxe consigo outros pontos importantes, que precisam ser abordados, sem os quais essa análise ficaria incompleta e sem qualquer finalidade – se a motivação é conseqüência dos resultados, os resultados são conseqüência:

Do objetivo claramente definido
Do conhecimento dos fatores direcionados para o objetivo
Da disciplina na aplicação desses fatores
Da experiência formada através da vivência
Da intuição para decidir em momentos nebulosos e
Da persistência que impede de desistir nas horas de desânimo




Se você analisar, com cuidado, o que acabei de dizer, vai concluir que a motivação é algo muito pessoal, já que a força aplicada na ação depende, exclusivamente, da força dos seus motivos. Quanto maior for o seu desejo, maior tenderá a ser a energia que você estará disposto a despender para alcançar a sua meta. Os motivos são seus, exclusivamente seus. São criados e alimentados pela sua mente. Mesmo quando você trabalha em equipe e, portanto, tem um objetivo em comum para ser alcançado, o seu objetivo pessoal estará alimentando a força que você estará direcionando para o objetivo coletivo.

Uma equipe vitoriosa é formada por indivíduos também vitoriosos. Talvez você, como líder, esteja querendo perguntar – Onde entra a atuação do líder nesse processo?

Ao líder caberá a árdua missão de:

Definir os objetivos com a participação da equipe
Descobrir o motivo que faz brilhar os olhos de cada subordinado
Disponibilizar os meios necessários
Avaliar cada indivíduo para descobrir forças e deficiências
Promover atividades para preservar as forças e corrigir as deficiências
Encontrar a função de cada membro para tornar a equipe mais forte
Cobrar resultados
Redefinir novas estratégias mais adaptadas às mudanças externas
Admitir e demitir, etc.

“Não que o dinheiro seja tudo na
vida. Ele não é! Mas eu percebo que
quem ri com dinheiro no bolso ri
muito mais feliz.”


Então, ficou claro que as pessoas se motivam através de resultados e que os líderes podem e devem ajudar seus liderados a manter acesa a chama da motivação, não ficou?

Mas, apesar de tudo, devo confessar que estou ficando bastante preocupado não só com o entendimento dos líderes sobre o verdadeiro significado de “motivar” como também dos meios que estão utilizando para motivar.

Sabe de onde vem esse meu medo? Dos mágicos, humoristas, artistas, esportistas e até palestrantes que criam as mais diversas máscaras para chamar a atenção das platéias.




A verdade é que a atividade de treinar, a única ação que, como vimos, pode motivar verdadeiramente o profissional através dos resultados que consegue obter, está se transformando em um verdadeiro picadeiro de circo.
Não que eu seja contrário ao trabalho desses profissionais. Muito pelo contrário! Se a sua empresa decidir contratar um humorista ou um mágico para desanuviar a mente do seu pessoal estressado pelas “batalhas” com a concorrência, ou para uma comemoração de final de ano, tudo bem!

Nessas condições estarão utilizando os profissionais adequados aos objetivos em questão.

Mas existem empresas que, quando questionadas sobre a programação de treinamento respondem, com certo ar de orgulho, que levaram todo pessoal para um hotel cinco estrelas em um lugar paradisíaco, onde puderam assistir a uma palestra motivacional ministrada por um humorista!

Dá para imaginar a despesa com estadias, alimentação e viagens, não dá?
Mas agora vamos ao principal No que a performance desses “profissionais do riso” poderá melhorar o resultado das negociações com compradores exigentes que, em função da crise que o mundo atravessa, são orientados pelos seus diretores a tirar até o sangue dos vendedores?

Aí vêm algumas perguntas que não querem calar:

Quem está à frente da elaboração dos programas de treinamento e da seleção dos seus respectivos palestrantes?

Será que os gerentes dessas equipes, únicos conhecedores das necessidades dos seus profissionais, estão chamando para si a responsabilidade da elaboração desse programa ou simplesmente delegam para o setor de diversão empresarial?

Terão os gerentes e responsáveis pelos resultados feito uma leitura clara das conseqüências da atual crise econômica?

Será que eles acreditam, de fato, que o “oba ‐oba” é uma arma suficientemente contundente para defender os seus territórios conquistados a duras penas?

De que forma estão sendo medidos os resultados individuais e coletivos obtidos após a realização desse evento?

Existe na empresa alguma avaliação de desempenho que permita elaborar um programa de treinamento com base nas necessidades do grupo, que seja capaz de maximizar o investimento?

Como é medida a variação do índice de auto‐estima que começa a ser pulverizado assim que os profissionais voltam para suas bases e começam a encontrar dificuldades para vencer as barreiras impostas por clientes preocupados com a sobrevivência das suas empresas?

As perguntas não param por aí! Mas acredito já serem essas suficientes para o leitor começar a se questionar. Permita‐me confidenciar um segredo. Essas são perguntas que eu me faço quando sento para elaborar um programa de treinamento para a minha equipe. Você sabia que para vender treinamento é preciso estar muito bem treinado?

Pois é! Eu consigo perceber o que acontece com a motivação dos meus profissionais quando recebem um salário recheado de polpudas comissões. Sempre que isso acontece, sentem ter alcançado um objetivo que lhes parecia impossível, e suas veias recebem uma nova carga de adrenalina que os deixa aptos a batalhar por maiores conquistas. Aliás, devo muito a eles o fato de ter aprendido que as pessoas são motivadas pelos resultados que conseguem alcançar. Não que o dinheiro seja tudo na vida. Ele não é! Mas eu percebo que quem ri com dinheiro no bolso ri muito mais feliz.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

A maior gloria não é ficar de pé, mas levantar-se cada vez que se cai


Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.

Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.




Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.

Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.




Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus examos no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.




Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.




Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mãe todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".




Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.




Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir..

"A maior gloria não é ficar de pé, mas levantar-se cada vez que se cai."

Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo o que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um "sim" ou um "não" pode mudar toda nossa existência.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Hoje eu não sei o que pensar



Hoje acordei com uma sensação estranha, um sentimento confuso... algo está acontecendo que não sei explicar... minha cabeça tá dando voltas e não vejo a hora dela parar de girar.

São tantas coisas acontecendo, não sei se sou eu que não sei lidar com as mudanças que tem acontecido no globo, ou se realmente alguma coisa de muito estranho está começando a acontecer... e a velha pergunta ainda me atormenta .. será que vamos viver além de 2012..

Aonde esse mundo vai parar..

Estou esperando respostas...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Viver a vida

A vida nos ensina varias coisas, e quanto mais vivemos mais descobrimos que temos muito o que aprender.. enquanto escrevo este post fico a pensar e me perguntar a cerca de varias coisas, são tantos questionamentos. Mas fazer o que? Somos seres racionais.. o pensamento, a crítica são coisas que fazem parte daquilo que somos e do que iremos ser.

Eu não sei você, mas eu sou uma pessoa extremamente complicada.. é verdade.. da mesma maneira que sou simples e super compreensiva também sei ser complexa ao extremo quando o assunto é pensamento sobre algo chamado vida.. deve ser por que eu quero viver tudo intensamente e não deixar passar nada em branco.. e quando escrevo é como se estivesse colocando pra fora aquilo que me atormenta.. que fica martelando na minha mente e não me deixa dormir.. é como se estivesse me comunicando com o mundo e pedisse para ele respostas ... Mas será que ele é capaz de me responder sem querer algo em troca?

Vivemos em um sistema manipulador que só pensa no individuo como uma maquina ao seu favor, vivemos uma vida escrava buscando pelos nossos ideais que são pré-moldados por mídias e propaganda que geram o desejo instigante de consumo. Vivemos para nutrir um sistema. Somos pessoas sem coração muitas vezes que pensam sem pensar e agem sem querer agir, tudo por causa de alguns instrumentos de controle; o dinheiro, a busca incessante pelo sucesso e pelo poder.

Fomos moldados e adestrados a enxergar esse mundo de forma contrária estamos dando mais valor para aquilo que podemos comprar e ter do que ao amor que podemos construir com simples gestos de carinho e admiração. Nossos valores estão invertidos, nossa moral está sendo colocada no chão e achamos graça disso tudo. Eu não me coloco em um lugar diferente desse não, de forma alguma. Se estou aqui escrevendo isso é porque também tenho feito parte desse mesmo ciclo vicioso. Estamos dependentes dessa DROGA chamada globalização.

As distancias ficaram menores, o tempo está diminuindo e o amor, ha o amor este está ficando mais frio a cada dia. E para onde estamos indo com isso tudo ? Estamos caminhando para o fim, um fim bem mais próximo do que podemos imaginar..

A internet trouxe a proximidade, com ela posso me comunicar com amigos que moram no Japão sem gastar muito e fico conectada as tendências e novidades do mundo num piscar de olhos. O google me ajuda a achar tudo o que preciso saber, menos o meu trabalho de impressão digital. Por que se trata de um conteúdo novo. Mas calma daqui a pouco teremos esse conteúdo estará disponível, no mundo digital as coisas funcionam dessa forma. Quando não temos aquilo que buscamos uma hora ou outra sabemos que iremos encontrar com apenas um click. É a era do mundo DIGITAL tudo ao seu alcance até o que era difícil ficou fácil. Os mecanismos que te ajudam também podem te atrapalhar, ou você acha que o modo offline do msn, ou o depoimento do orkut que só você vê e mais ninguém sabe, não mexem com você. É uma realidade pessoal que está vindo a tona com mais facilidade, o pior é que está sendo nutrida e alimentada. Quando cometemos ou fazemos alguma coisa errada sabemos que estamos em falta por que a nossa consciência não para de nos condenar nos mostrando o que estamos fazendo de mal para as outras pessoas e para nós mesmos. Mas o problema é a cauterização e a realidade virtual, achamos que estamos impunes e ilesos por que não estamos fazendo nada nesse mundo. Estamos apenas brincando com os nossos desejos na nossa realidade virtual, nada fora do normal. Será? ...

Por que facilitar tanto as coisas? Para deixar o ser humano sem moral, sem ética, sem respeito. Sabemos que quando não se há respeito não se tem nada, pois a base para qualquer relacionamento seja ele qual for; amizade, familiar, amoroso é o respeito e a confiança. Mas e quando isso é desmoralizado o que temos? A falta deles, isso gera o que estamos vendo e vivendo nos dias de hoje a falta de amor. É filho matando pai, pai matando filho. Guerras, ódio, destruição... É tudo isso está virando NORMAL.

O mundo está morrendo! São campanhas e mais campanhas de conscientização para reciclagem, o combate a favor do planeta. 2012 ... será o nosso fim?

Se for, deixarei algumas pendências ou não. Quem sabe disso é o tempo, mas ele ta andando rápido demais. Será que eu consigo alcançar ele e .. possa me casar, ser mãe e mimar alguém que não seja apenas o meu namorado mais sim o meu marido...

Quando era apenas uma criança de 12 anos sonhava com essas coisas, me casar, ter filhos, construir um lar. Esse sonho ainda faz parte dos meus ideais, mas tenho medo ... medo de não conseguir alcançá-los. Porque não sei até quando o planeta vai sobreviver. NÃO SEI QUANTO TEMPO AINDA TEMOS... isso me assusta. O que me conforta hoje, é que posso viver a vida da melhor forma, como gosto de viver intensamente .. aquilo que está ao meu alcance eu faço. E assim, vou vivendo dia após dia desatando o laço do meu presente diário e esperando o futuro incerto do meu amanhã.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

I´m alive

Céline Dion
Composição: Kristian Lundin/ Andreas Carlsson



When you call on me
When I hear you breathe
I get wings to fly
I feel that I'm alive

When you look at me
I can touch the sky
I know that I'm alive

When you blessed the day
I just drift away
All my worries die
I'm glad that I'm alive

You've set my heart on fire
Filled me with love
Made me a woman
On clouds above

I couldn't get much higher
My spirit takes flight
'Cause I am alive

When you call on me
When I hear you breathe
I get wings to fly
I feel that I'm alive

When you reach for me
Raising spirits high
God knows that

That I'll be the one standing by
Through good and through trying times
And it's only begun
I can't wait for the rest of my life

When you call on me
When you reach for me
I get wings to fly
I feel that

When you bless the day
I just drift away
All my worries die
I know that I'm alive

I get wings to fly
God knows that I'm alive...

"Baby I LOVE you so much, when you touch me I can fly"

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

BOB MARLEY

Para que levar a vida tão a sério, se a vida é uma alucinante aventura da qual jamais sairemos vivos.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Quem te disse que viver é fácil !!! Rapadura é doce mais não é mole não

Há dias e dias, a vida se apresenta de varias maneiras e cabe a nós enxergarmos ela da melhor maneira, mas acabamos sempre buscando a maneira mais complexa e difícil. Por que será?

Onde está o nosso problema? Porque sempre queremos fazer comparações com o nosso passado e fazemos associação com fatos e acontecimentos do nosso presente. Seria bem mais fácil esquecer o passado e se jogar de cabeça no presente esperando o futuro. Mas na maioria das vezes não é assim que procedemos. Buscamos justificativas, queremos achar respostas para os fatos, queremos ter a certeza, mas nos esquecemos de que o nosso amanhã é incerto.

Ontem participei de uma palestra sobre o estudo da analise do comportamento com a
professora Maria. O que os analistas da área entendem como comportamento e como ela se interessou pela área.
Comportamento o que significa? O que é comportamento?
Resultado desse questionamento pode ser apontado como o pensamento das pessoas, as suas atitudes o modo como elas interagem com o ambiente em que vivem, como lidam com as situações. Tudo é comportamento. Se tudo é comportamento, então , toda ação logo gera uma reação e algumas atitudes sempre vem acompanhadas de conseqüências do nosso passado, da nossa historia, da circunstância pela qual estamos vivendo no presente momento.

Grandes pensadores nos deixaram frases que merecem ser citadas e que nos ajudam a entender um pouco mais a nossa própria realidade.

Viver é desenhar sem borracha. (Millôr Fernandes)

Procure ser um homem de valor, em vez de ser um homem de sucesso. (Albert Einstein)

Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos. (Pitágoras)

Não viva para que a sua presença seja notada,
mas para que a sua falta seja sentida... (Bob Marley)

Tudo deveria se tornar o mais simples possível, mas não simplificado. (Albert Einstein)

Quem ama extremamente, deixa de viver em si e vive no que ama. (Platão)

O orgulho dos pequenos consiste em falar sempre de si próprios; o dos grandes em nunca falar de si. (Voltaire)

Eu sou do tamanho daquilo que SINTO, que VEJO e que FAÇO, não do tamanho que os outros me enxergam. (Bob Marley)

Uma discussão prolongada significa que ambas as partes estão erradas. (Voltaire)

Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar. (William Shakespeare)

A melhor maneira que o homem dispõe para se aperfeiçoar, é aproximar-se de Deus. (Pitágoras)

É possível descobrir mais sobre uma pessoa numa hora de brincadeira do que num ano de conversa. (Platão)

A ciência sem a religião é coxa, a religião sem a ciência é cega. (Albert Einstein)

A educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces. (Aristóteles)

É sobretudo na solidão que se sente a vantagem de viver com alguém que saiba pensar. (Jean Jacques Rousseau)

A maior covardia de um homem é despertar o amor de uma mulher sem ter a intenção de amá-la. (Bob Marley)

A suspeita sempre persegue a consciência culpada; o ladrão vê em cada sombra um policial (William Shakespeare)

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro. (Clarice Lispector)

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento. (Clarice Lispector)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

MOSES

Coldplay
Composição: Chris Martin/ Will Champion/ Jonny Buckland/ Guy Berryman




Come on now, don't you want to see
This thing that's happening to me
Like Moses has power over sea
So you've got a power over me

Come on now don't you want to know
That you're a refuge, somewhere I can go
And you're air that, air that I can breathe
you're my golden opportunity

And oh, oh yes I would
If I only could
And you know I would
And baby I, oh baby I




Come on now, don't you want to see
Just what a difference you've made in me
I'll be waiting oh no matter what you say
'Cause I'll keep waiting for days and days and days

And oh, oh yes I would
If I only could
And you know I would
And baby I, oh baby I
I wish
I wish

oh, oh, oh
oh, oh, oh
If the sky's gonna fall down, let it fall on me
If you're gonna break down, you can break on me
If the sky's gonna fall down, let it fall on me
Oh Lord, let it fall on me

terça-feira, 13 de julho de 2010

CURTA A VIDA !!!



A vida é curta,




quebre regras,
perdoe rapidamente,




beije lentamente,
ame de verdade,




ria descontroladamente,
e nunca pare de sorrir,
por mais estranho que seja o motivo.

E lembre-se que não há prazer sem riscos.

A vida pode não ser a festa que esperávamos, mas uma vez que estamos aqui, temos que comemorar !!!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Lágrimas e Tormentos

Marisa Monte
Composição: Argemiro Patrocínio




Lágrimas, tormentos
Quantas desilusões
Foram tantos sofrimentos e decepções
Mas um dia o destino a tudo modificou

Minhas lágrimas secaram
Meus tormentos terminaram
Foi uma nuvem que passou

Minhas lágrimas secaram
Meus tormentos terminaram
Foi uma nuvem que passou

E hoje a minha vida é um carrossel de alegrias
E como se não bastasse, estou amando de verdade
Me perdoa se eu me excedo em minha euforia
Mas é que agora sei o que é felicidade
Me perdoa se eu me excedo em minha euforia
Mas é que agora sei o que é felicidade

Amor I LOVE you

Marisa Monte
Composição: João Higino Filho




Deixa eu dizer que te amo
Deixa eu pensar em você
Isso me acalma, me acolhe a alma
Isso me ajuda a viver

Hoje contei pras paredes
Coisas do meu coração
Passei no tempo, caminhei nas horas
Mais do que passo a paixão

É um espelho sem razão
Quer amor, fique aqui

Deixa eu dizer que te amo
Deixa eu gostar de você
Isso me acalma, me acolhe a alma
Isso me ajuda a viver

Hoje contei pras paredes
Coisas do meu coração
Passei no tempo, caminhei nas horas
Mais do que passo a paixão

É o espelho sem razão
Quer amor, fique aqui

Meu peito agora dispara
Vivo em constante alegria
É o amor que está aqui

Amor I Love You (8x)

"... tinha suspirado,
tinha beijado o papel devotamente!
Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades,
e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas,
como um corpo ressequido que se estira num banho tépido;
sentia um acréscimo de estima por si mesma,
e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante,
onde cada hora tinha o seu encanto diferente,
cada passo condizia a um êxtase,
e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!"

Amor I Love You (12x)

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Pra você guardei o amor

Nando Reis
Composição: Nando Reis




Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vendo meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O Que Eu Também Não Entendo

Jota Quest
Composição: Fernanda Mello e Rogério Flausino




Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos
Traduzidos em palavras
Prá que você possa entender
O que eu também não entendo...

Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito prá ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir...




Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...

Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...




Agora o que vamos fazer
Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...

Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...

Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...

Agora o que vamos fazer?
Eu também não sei!
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Estou aprendendo também...

quarta-feira, 5 de maio de 2010

I Wanna Be With You

Mandy Moore




I Wanna Be With You
I try but I can't seem to get myself
To think of anything but you
Your breath on my face
Your warm gentle kiss, I taste the truth
I taste the truth


We know what I came here for
So I won`t ask for more


Chorus
I wanna be with you
If only for a night
To be the one whose in your arms
Who holds you tight
I wanna be with you
There's nothing more to say
There's nothing else I want more than to feel this way
I wanna be with you


So I`ll hold you tonight
Like I would if you were mine
To hold forever more
And I`ll saver each touch that I wanted
So much to feel before (To feel before)
How beautiful it is
Just to be like this


Repeat Chorus


Oh baby
I can`t fight this feeling anymore
It drives me crazy when I try to
So call my name
Take my hand
Make my wish
Baby, your command?




Yeah
I wanna be with you
There's nothing more to say
There's nothing else I want more than to feel this way
(I wanna be) I wanna be with you (I wanna be with you)
I wanna be with you
Wanna be with you (Yeah)
(I wanna be with you) I wanna be
I wanna be with you
(I wanna be)
(I wanna be)
(I wanna be with you) Yeah
(I wanna be with you)
I wanna be, I wanna be baby
I wanna be
(I wanna be with you)
I wanna be with you, yeah
I wanna be with you
I wanna be with you

Only Hope (Switchfoot cover)

Mandy Moore
Composição: Jon Foreman

Only Hope (Switchfoot cover)
There's a song that's inside of my soul
It's the one that I've tried to write over and over again
I´m wake in the infinite cold
But you sing to me over and over and over again




(Chorus)
So I lay my head back down
And I lift my hands and pray to be only yours
I pray to be only yours
I know now you're my only hope


Sing to me the song of the stars
Of your galaxy dancing and laughing and laughing again
When it feels like my dreams are so far
Sing to me of the plans that you have for me over again




(Chorus)
So I lay my head back down
And I lift my hands and pray to be only yours
I pray to be only yours
I know now you're my only hope


I give you my destiny
I'm giving you all of me
I want your symphony
Singing in all that I am
At the top of my lungs
I'm giving him all I have




(Chorus)
So I lay my head back down
And I lift my hands and pray to be only yours
I pray to be only yours
I pray to be only yours
I know now you're my only hope