quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Vendo a vida através dos meus olhos... meus pensamentos... minhas atitudes...


Mentes Brilhantes, compreendidas ou incompreendidas?? Alguém pode nos entender sem que esse alguém seja o ninguém??

Como ser uma página compreendida e lida por todos ainda que por muitas vezes não compreendida??


Ser ou não ser eis a questão?? Será que tenho escolha??

Muito sei pra que?? Se tudo posso reputar como nada sei??


Será?! Mas?! Se?! Pode ser?! Quem sabe?! Ainda que?! Quanto?! Mais?! Quando?! Menos?! Não?! Mais que?! Para?! Talvez?! Como?! Depois de?! Sim?! Antes de?! Tanto faz?! Muitas vezes, ao acaso, pois é!! Mais ou menos, portanto, o porquê?! Do que?! Através de, um porém, escolho do pior, pelo menos o melhor!! Ou não?! A fim de, assim que .... tantas coisas e nenhuma delas!! Porque e pra que??

O que é a vida??

Por muitas vezes me pego pensando em questões básicas da vida;
- Quem sou?? O que posso oferecer?? Pra que e por quê??

Será que uma feminista romântica, ou talvez, uma moderninha revolucionária. Quem sabe?! Uma menina tímida realista, deslumbrada com as descobertas desse universo ultrajante! Lutando por reconhecimento pra fazer valer os seus ideais, buscando nos pequenos detalhes a melhor ilustração para a vida. Na simplicidade da formiga a gigantesca experiência de vida, na dimensão do céu a harmonia e a paz do planeta, no bater das assas de um pássaro a liberdade, no vazio repleto do espaço o silêncio que faz calar e tão somente contemplar a grandeza desse fabuloso Arquiteto celestial.

Tentando entender a complexidade do ser humano que; faz do simples complicado; troca o certo pelo duvidoso; ama e odeia; luta, conquista e sempre se acha um derrotado; gosta repugnando; sente frio no calor; seco no molhado; azedo no doce. Há tantas formas paradoxais de se ver as coisas que podemos devagar em nossos pensamentos e perder a noção do quanto caminhamos dentro de nós mesmos e fora dos nossos próprios mundos tentando no acaso, nos ver sem pedir permissão invadindo o mundinho vizinho, alheio só para ver se nele encontrarmos respostas, justificativas, os mesmos erros, as mesmas falhas, melhor que isso, algo que possa nos confrontar sem nos conformar com ventos contrários ou manifestações relutantes. Somos perfeitos?? Ou melhor, dentro do possível tentamos achar motivo para ver que somos perfeitos para o nosso próprio conceito de perfeição. Nesse momento nos perguntamos: - O que é o certo ou o que é o errado?? Quando começamos a trocar o certo pelo duvidoso?! Onde foi que paramos ou recuamos e deixamos de andar?!

Mente covarde, conflitante que faz “caras e bocas” para persuadir o corpo e induzi-lo ao erro. Afim de, dividir a parcela de culpa. Isso mesmo!! Ao acaso da frustração com base em desejos reprimidos ... no descontrole das emoções, sem noção, sem medir a razão, sem sentimentalismo, sem amor, na frieza do egoísmo demente. Em busca de realizações momentâneas pela pressão do seu ego ferido, marcado pelas feridas do seu sombrio pecaminoso passado, do gosto amargo da vingança, do dar o troco, de fazer valer. Por que, somos pessoas ignorantes?? Levadas ao engano pelo nosso próprio "eu" mutante, nossa MENTE. Colocamos a prova nossa carne todos os dias, por causa da nossa guerra pelo poder; espírito contra essa alma bandida... Isso sim que ela é! De almas viventes em Cristo nos tornamos espírito vivificante. E essa bandida teima em querer ter o governo do nosso corpo enquanto estamos conquistando a vida dia a dia. Quanto ao erro o que podemos levar dele, senão, a lição de não cometê-lo novamente e sermos taxados burros?! Fazemos das nossas atitudes e do nosso estilo de vida uma carta suja, mal interpretado, cheia de respingos e borrões. O que podemos levar de bom nisso?? A felicidade!! Mas o que é felicidade??


A Wikipédia diz: “A felicidade é uma gama de emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento ou satisfação até à alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem ainda o significado de bem-estar ou paz interna. O oposto da felicidade é a tristeza. Em linguagem comum, quando se diz "estou feliz", está-se a utilizar o primeiro significado — o de emoção. Enquanto que se diz "sou feliz", se está a utilizar o significado de bem-estar.

Existem diferentes abordagens ao estudo da felicidade e das suas causas, que têm sido usadas pela filosofia, a religião e a psicologia. O Homem sempre há buscado a felicidade e tanto os filósofos como os religiosos sempre se hão dedicado a encontrar as suas causas e em definir que tipo de comportamento ou estilo de vida aumenta o nosso nível de felicidade. Estes pensadores veem a felicidade como aquilo que modernamente chamamos bem-estar ou qualidade de vida, e não simplesmente como uma emoção. Neste sentido a felicidade é o que os gregos antigos chamavam de Eudaimonia, um termo ainda usado em Ética. Pelo contrário para as emoções associadas à felicidade os filósofos preferem utilizar a palavra prazer.

É difícil definir rigorosamente a felicidade, e ainda mais difícil definir medidas desta. Investigadores em Psicologia desenvolveram diferentes métodos, por exemplo o Inventário da Felicidade de Oxford, para medir o nível de felicidade de um indivíduo. Nestes teem-se em conta fatores fisiológicos e psicológicos. Em investigação a felicidade é assim relacionada com fatores como: envolvimento religioso ou político, estado civil, paternidade , idade, rendimento, etc.”

Se a felicidade é medida pelo mix das nossas emoções e pelo que esperamos da nossa própria vida com base nos nossos ideais, muitas vezes, nossa felicidade pode ser real ou ilusória. Depende do ponto de vista de como estamos analisando e julgando as informações dentro daquilo que intitulamos como certo para nós e errado para os outros. Sendo ele certo para os outros e errado para nós...

“Não faça com que ventos contrários direcionem o seu barco, faça com que eles sejam o combustível para te levar mais longe, sendo firme e incisivo em suas conquistas”.

“Alguém que não tem medo de sofrer; porque é em meio à dor que se conquistam as melhores vitórias... nunca vi ou pude contemplar alguém de bem com a vida que não tenha passado por poucas e boas e tenha enfrentado situações de descontrole, loucura, medo, insegurança, sofrimento, dor e não se tornou uma pessoa melhor no final das contas”.

“A vivencia e as muitas experiências fazem de nos seres humanos melhores com o passar dos anos. Claro, que quando somos aplicados e nos esforçamos para passar de ano somos contemplados com a sabedoria. E podemos enfrentar com garra e prudência os desafios que aparecem como obstáculos a serem superados e conquistados”.


"Para todo fim a um começo. E no final tudo dá certo! Se foram precisos os trancos e barrancos para chegar até aqui, use desses benefícios como bagagem para sua próxima caminhada rumo ao destino".

O diabo veste Prada


É interessante como podemos aprender com qualquer coisa que nos cerca se quisermos!
Analisando o filme O diabo veste Prada me deparei com a minha própria realidade e vi que as coisas acontecem por motivos que muitas vezes não conseguimos entender no momento em que estamos passando por eles, mas que depois fazem um sentido e uma diferença enorme.

Vamos à sinopse do filme


Com estilo interiorano e inocente, Andy Sachs (Anne Hathaway) parece ter caído de pára-quedas na cosmopolita e intensa Nova York. Recém-formada na faculdade de jornalismo, ela se muda para a Big Apple ao lado do namorado Nate e sai em busca de um emprego.

Finalmente consegue uma entrevista na badalada revista de moda Runway Magazine, comandada pela impetuosa e obcecada editora Miranda Priestly (Meryl Streep), considerada a Dama de Titânio da moda mundial, ao lado de Ellen.

Mesmo sem nunca ter ouvido falar da revista ou da famosa editora, ela consegue o emprego, em razão de seu "excelente currículo e de seu discurso sobre a ética de trabalho" como afirmado pela própria Miranda Priestly.



Seu estilo, entretanto, é motivo de piada entre os novos colegas de trabalho. Determinada a seguir em frente com o desafio, Andy muda seu visual e se torna uma workaholic nas mãos de sua abominável chefe. Ao mesmo tempo, começa a perceber o quanto está deixando de lado as coisas simples da vida, e se tornando uma "Clacker", apelido que a própria Andy dá à suas colegas de trabalho que cultuam a beleza e a forma física.

REALIDADE

Sempre fui muito dotada de amor, educação e varias coisas e qualidades que seria bom que todo ser humano tivesse. Mais uma coisa me faltava enfrentar a dura realidade desse mundo!

Por zelo eu e minhas irmãs sempre fomos muito bem tratadas pelos nossos pais, posso dizer que esse carinho e dedicação de certa forma até foram sufocante e muito prejudicial para o nosso próprio crescimento diante dessa sociedade fria e calculista.

Com tudo a minha única experiência até meados daquela época onde comecei a trabalhar na igreja era apenas ter sido auxiliar do meu pai em sua empresa de informática, ele me intitulava como seu braço direito. Porém, as coisas não estavam lá muito bem e o mercado tecnológico é um lago cheio de jacarés, onde um morde o outro sem dó e nem perdão. Foi nesse período de crise que fui arrematada na formatura de um curso que estávamos fazendo. Nessa ocasião meu pai foi abordado pelo pastor que lhe pediu aquilo que lhe valia mais, sua própria filha.

Alegando ser um direcionamento de Deus e priorizando a rapidez dos fatos que iriam acontecer, solicitou minha presença como funcionaria da igreja o mais depressa possível. Na época não tínhamos muita maturidade vínhamos do nosso próprio mundinho pessoal, onde éramos apenas nós cinco. Depositamos todas as nossas expectativas, esperanças naquela situação avassaladora que estava tomando conta de nossas vidas. Parecia o paraíso! Mas pena que esse paraíso não tinha ruas de ouro chapiscadas com diamantes.

Entramos de cabeça depositamos nosso corpo, alma e espírito para fazer a obra do Senhor, éramos novos convertidos e estávamos a todo vapor queríamos servir e não mediamos esforços para tal. Pena que não podíamos ver que o ser humano é falho e na maioria das vezes não sabe ser honesto e sincero e quando lhe é dado algo muito precioso ele não sabe dar o real valor, ele simplesmente não se conforma por não ter pago nada por aquilo e trata esse presente como alguma coisa qualquer. Ele também não se conforma somente com os braços ele quer tudo e foi exatamente nesse momento que eu e minha família nos deparamos com a Sra. Miranda Priestly. Uma pessoa que não mede esforços para conseguir o que quer e ser sempre o centro das atenções, com sua casa bem instalada no residencial de Alphaville, seu carro de luxo e suas roupas estonteantes, gosto requintado...



Comparando FILME x REALIDADE

A diferença entre eu e Andy Sachs não é somente o nome, mas o tempo que sua busca pela realidade levou e a minha busca pela minha própria realidade. Andy Sachs demorou apenas 1 ano para ver que estava saindo de sua orientação pessoal, ou seja, deixando os seus próprios princípios em prol de algo simplesmente egocêntrico. Eu levei 4 anos para perceber que muito conhecimento e pouca prática não valem de nada.

Andy Sachs estava se tornando uma pessoa fria e totalmente calculista ela estava muito longe daquilo que era o seu sonho e eu só precisava de gesso para virar santa, minha identidade estava sendo apagada por um ideal irreal. Eu estava me tornando uma pessoa simplesmente funcional, um instrumento perfeito para o marketing daquele lugar.

O grande momento aconteceu quando pude perceber que estava me deixando levar pela realidade do meio que estava inserida e me deixando esquecer da minha própria realidade e da realidade desse mundo. Certo que o mundo não é um bom exemplo de lugar, as pessoas estão cada vez mais pervertidas sexualmente, o divórcio virou carne de segunda (sendo a coisa mais vendida atualmente), os jovens tem se perdido nas drogas, a violência está sendo transmitida em todos os noticiários e o dinheiro se tornou a idolatria da maioria das pessoas. Mas a minha realidade também não era correta, pois não podemos nos isolar do mundo e idealizar algo perfeito sem se machucar ou sem lutar. Essas coisas são fundamentais para o nosso próprio crescimento como pessoas e como indivíduos.


Não acho que erramos em ter caído de pára-quedas naquele lugar, pois foi ali que pudemos enfrentar o mundo. Fomos aperfeiçoados e não poderia ter escolha melhor. Aprendemos a ver o ser humano como um todo em suas facetas, suas máscaras, seus idéias, suas formas de cativar, sua forma de espiritualizar tudo. Foi muito bom ter passado pelo que passamos. Andy Sachs teve sua overdose da moda e eu assim como minha família tive a overdose da espiritualidade.


De todos os males o menor, depois que Andy Sachs saiu daquele universo demasiadamente modástico com seus paetês, cores, brilhos, purpurina... nos saímos do nosso universo demasiadamene espiritualístico com suas paranóias, pode, não pode, rituais.... e caímos na realidade.

O tempo passado não servirá de esquecimento, muito pelo contrário servirá de escola, onde não cometeremos mais os mesmos erros e saberemos onde podemos acertar e caminhar. Assim como Andy Sachs aderiu alguns conselhos de moda para sua nova vida como repórter, porém lançou para trás o exagero que a fazia pecar que faziam parte de todos aqueles atributos da moda. De certo que eu fiz a mesma coisa lancei para trás as coisas que eram demasiadamente exageradas em minha vida pelo fardo espiritual que a mim foi lançado e caminho hoje com um fardo leve e suave que me foi dado por JESUS CRISTO e não por homens.

Hoje eu só espero ouvir o que Andy Sachs ouviu quando foi para sua entrevista a fim de ocupar a vaga de jornalista no jornal de seus sonhos, quando o entrevistador pergunta o que há tinha levado para o trabalho na Runway Magazine e o que ela tinha feito. Ela responde que quando teve a oportunidade de fazer a coisa certa não fez. Ele simplesmente diz:
- “Pois é você deve ter feito a coisa certa, pois quando entrei em contato com a empresa a própria Miranda Priestly respondeu a carta de recomendação. E quando li o fax fiquei surpreso, nela dizia o seguinte. Que você tinha sido a pior decepção dela em todos esses anos e depois de todas que já haviam trabalhado lá. Mas que eu seria um louco e idiota se não te contratasse. Meus parabéns seja bem vinda!”.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Pensamentos que nos levam longe



Ultimamente ando pensando muito na vida em tudo que já me aconteceu e em tudo que ainda precisa acontecer, onde errei, onde poderia ter agido de forma diferente, coisas que poderia ter evitado, atitudes que poderiam ter sido diferente.

Pergunto a mim mesma, será que os meus erros poderiam de certa forma resultar em um aprendizado?

O ser humano por muitas vezes tem a tendência ao negativo, a pensar de forma contrária e por muitas vezes acaba não vendo o benefício de algo visivelmente ruim, mas que pode ter sido ocasionado para um bem á longo prazo. Digo isso, pois acredito que tudo nessa vida tem solução, a única coisa que não pode ser solucionada é a morte. Portanto, precisamos entender que até que a morte nos separe dessa nossa vida mortal e nos encaminhe para nossa tão sonhada vida espiritual precisamos tomar algumas precauções para não acabar nadando no lago de fogo e enxofre e sim percorrer nas ruas de ouro e ter um casarão cercado por lindas flores...

Se a vida fosse um conto de fadas jamais eu decidiria contar partes da minha vida nesse blog, simplesmente para me arrebentar nas ondas de criticas das pessoas. Mas como a vida é realidade, determinação, força de vontade, otimismo, perseverança e um barco guiado pelas nossas atitudes. Posso correr o risco de ser criticada de forma normal e compreensível ao descrever algumas de minhas experiências, a fim de ajudar ou divertir aquele que me lê!

Percebi que quando sou simplesmente eu, uma pequena grande criatura, um certo alguém que ama ajudar o outro com suas loucas aventuras de vida e mostrar que algumas mudanças de hábitos e atitudes pode levar a lugares inalcançáveis. Posso ser realizada em mim mesma e dizer que sou feliz. Por isso, decidi a partir de hoje mesmo que não seja lida por ninguém, apenas coloque minhas idéias nesse universo digital como se ele fosse meu diário pessoal - Tendo um grande detalhe diferencial, ele pode ser acessado por qualquer individuo de boa índole ou não. Mas vale a pena o risco! - Posso tentar pelo menos ser compreendida por alguns, interpretada por outros, analisada por uma parte e confundida por outra, no entanto, estarei aqui para juntar essas palavras em seu contexto principal a minha vida. Assim como ela é e se apresenta a mim buscando sempre a melhor forma de viver e ser feliz. Sem precisar trilhar o caminho das índias ou ilusionar viver a vida entre caras e bocas sem cair na cama de gato e na identidade da malhação, mas juntando as minhas próprias peças com o intuito de montar e ilustrar esse lindo cenário que hoje é apenas parte de um quebra-cabeça em fase de execução; a minha própria vida.

Que possamos a cada dia perceber que o universo colabora para o nosso crescimento, mesmo que o momento não seja um dos melhores, lembre-se a sempre há uma luz no fim do túnel.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

A verdade oculta do amor




Eu fico pensando em um mundo onde os homens seriam perfeitos, não digo, aquele homem que é príncipe sensível ou ogro machão... mas um homem de respeito.
É desses homens de respeito que o mundo está precisando.

Ele diz: Só tenho olhos pra você meu amor!

(No oculto dos seus pensamentos ele pensa naquela gata selvagem que conheceu semana passada, e ainda consegue lançar aquele olhar irresistível penetrante totalmente apaixonado. Na maior cara de pau, que só ele e a torcida do coríntias tem. Mas guarda dentro dele a verdade oculta do amor. Aquilo que não pode ser dito, nem pode ser colocado no jogo do amor, mas que é peça fundamental desse tabuleiro. Por que sem ela, ele não seria um homem seguro).

Ela diz: Que lindo! Você é o meu homem, único, especial. Te amo, meu amor e sempre vou te amar!....

(Nas entrelinhas ela recorre ao seu eu buscando vestígios que possam demonstrar a verdade nua e crua daquela situação, como o seu coração e a sua mente desejam somente a verdade e nada além da verdade, amém! Mas, o calor da situação mexe com os seus sentimentos e ela fica sem razão. Nesse momento começa a sua triste história de amor).



Sejam bem vindos ao famoso jogo do amor, onde o peão não tem vez, a rainha não tem chão e o rei manda e desmanda sem ceder e sem perdão. Quem vai ser o primeiro a dar o xeque-mate?

REFLEXÃO PESSOAL

Aprendi com a vida que tudo dá certo no final, isso é, se você quiser. Porém o caminhada que nos leva até o “felizes para sempre” pode ser cheia de armadilhas, atalhos, caminhos escuros, meias verdades. E se você não escolher direito, pode acabar com o pé na lama, atolada até o pescoço para sempre...

Ai vai minhas dicas:
Viva a vida como se não houvesse o amanhã.
Cante e dance como se ninguém estivesse te vendo.
Trabalhe como se não fosse precisar do dinheiro.
Ame como se nunca tivesse sido magoado.
Seja feliz sem precisar de um ninguém para se sentir alguém.
Seja mais racional nas suas decisões sentimentais, não se relacione com qualquer gato de botas..

O DRAMA DO AMOR

O que será que ele está fazendo quando não está com você? Quando não está pensando em você ele está pensando no que?

Será que você consegue imaginar? Claro! Você é como todas as mulheres que eu conheço e ainda vou conhecer. Nós mulheres temos apenas um medo: - Sermos traídas. E eles o de não ser especial para alguém, por isso, eles traem. Por que querem provar para si próprios que podem ter quem quiser, mesmo que não sejam desejados. Esse mal acaba pegando em algumas mulheres que já sofreram por amor e acabaram se tornando verdadeiras geleiras, que na maioria das vezes pela infelicidade própria acabam interferindo na felicidade alheia. E não acreditam mais no verdadeiro amor, ele virou APENAS um conto de fadas.

Fico pensando no que aconteceu com a humanidade, onde foi que deixamos o romantismo e aderimos ao estilo POP de viver. Deixamos o amor eterno de lado e achamos no casual a solução para os nossos problemas, e para as nossas crises pessoais. Acredito que nos tornamos seres mais frágeis, menos conquistadores, mais indiferentes.. é.. hoje tudo é descartável inclusive o amor.

Viramos seres tão mesquinhos que só conseguimos pensar se estivermos olhando para o nosso próprio umbigo. Horrível! Terrível! Deplorável! É a nossa triste realidade.

Trair nos dias de hoje virou normal, desejar outro alguém tendo um compromisso serio com alguém é tranqüilo. Sem magoas, sem ressentimentos! Mas, no fundo nos sentimos pessoas horríveis, sem caráter, sem conteúdo, sem razão de viver. Vivendo apenas para suprir as questões momentâneas. E de certa forma longe da felicidade concreta com uma pessoa que nos ama de verdade.

Ainda estou à procura de alguém que vai entender essa pessoa, assim como sou; uma romântica feminista, mulher menina. Será que um dia ainda vou viver uma linda história de amor? Bom, estou lutando para isso, embora não seja fácil. Mas, vamos esperar para ver qual será o desfecho dessa aventura.

A verdade oculta do amor só vai deixar de existir se conseguirmos um relacionamento às claras, falando na real o que pensamos, onde queremos chegar, quais são nossos planos. Sem fantasiar, sem jogar com os peões apenas para prolongar o momento do xeque-mate.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

VIVENDO... CONHECENDO... APRENDENDO... DESFRUTANDO...


A vida é uma escola, uma viagem, uma peça teatral, um monólogo, um ensaio fotográfica, um musical, um trailer.... há tantas maneiras de se enxergar a vida de nos questionar a respeito dela... tudo depende do nosso ponto de vista, da nossa consciência, daquilo que temos por ideais, por conceito de certo e errado. Como podemos aproveitar ao máximo nossa passagem nesse campo, nesse jogo, nesse cenário chamado VIDA!!??

Querido leitor você já deve ter se questionado por várias vezes a respeito de "N" situações que aconteceram, estão acontecendo ou irão acontecer. Isso é fato, somos seres racionais, por isso, pensamos. (risos)
O ponto ao qual quero chegar é na sua reflexão, o que você tem tirado de cada circunstância?

Há várias maneiras de filosofar em meio aos descortinares dessa nossa vida loka, na rotina do dia-a-dia, no corre-corre, no stress, na fadiga, na impaciência do trânsito, nas moléstias, nas doações, no amor, nas intrigas, nas discussões, no aprendizado, no refletir, no se alimentar, na beleza, no dinheiro... em fim, o que te faz ser melhor a cada dia? Vários pensadores tentam entender a mente, as questões psicológicas que cercam a vida do ser humano para aliviá-lo das tensões provocadas muitas vezes pela falta de entendimento e amadurecimento de informações mal interpretadas, mal explicadas, mal questionadas. Resultando em um mal aproveitamento da informação inserida no consciente, gerando um desconforto nas bases desse aprendizado equivocado.

- O que você anda lendo? Qual sua fonte de instrução? Será que você é aquilo que você como?
Os cientistas dizem que sim.
Então, porque como seres humanos pensantes não procuramos nos alimentar de material sólido, consistente, inteligente, que irá nos vitalizar e nos garantir um melhor desempenho. Ao invés disso preferimos nos desnutrir ou comer qualquer coisa sem vitaminas, sais minerais, fonte de ferro...

Com o passar do tempo aprendemos a dar valor às pequenas coisas da vida, as oportunidades perdidas, as conquistas inalcançadas, os projetos inacabados, os livros iniciados e não terminados, as viagens programadas e não concretizadas, os pensamentos questionáveis, a falta de atitude, a demasiada ingestão de porcarias, o descontrole emocional, a raiva, o ódio, a felicidade, o amor.... quantas coisas, e ao mesmo tempo quase nada. Qual será o objetivo do nosso destino, viver para alcançá-lo e depois ter que traçar outro para dar graça à vida. Pois sem objetivos o ser humano padece em seu monótono cenário sem trilha sonora... Mas vale a pena viver a trilha experimentando cada momento na complexidade dos pensamentos, inspirando bem fundo cada novo cheiro, seja ele doce ou amargo a fim de que o mesmo impregne a alma, contagie os sentimentos, emudeça o autor, cale o contra-regra, alivie os figurantes, renda bilheteria para o próximo ato, divirta os telespectadores, arranque gritos da platéia, conjugue com o cenário. Vivendo intensamente, aproveitando ao máximo sem desperdícios. Trilhamos caminhos inalcançáveis, alcançáveis, trabalhosos, simplórios. Tudo em prol da jornada nessa nova trilha cheia de emoção, novidades, conquistas, vitórias, diversão... U´huuu.... Pé na tabua.... e lá vamos nós para mais uma nova aventura. A melhor conquista de todas é chegar ao alvo e seguir sempre em frente, lutando, realizando, sentindo, intensificando, deixando história, registrando momentos; de alegria, de tristeza, de superações, de romantismo, de felicidade, de amor.

VIVA A VIDA INTENSAMENTE DESFRUTANDO DE CADA MOMENTO COMO SE FOSSE O ÚLTIMO... TODO DESTINO POSSUI UMA JORNADA. NÃO VIVA PARA O DESTINO, MAS VIVA A JORNADA. CABE A VOCÊ FAZER DESSA JORNADA UMA AVENTURA INESQUECÍVEL!

Qual é o sentido da VIDA ???



Minha vida é um longa metragem contado por um sublime narrador, esmero idealizador, cuidadoso arquiteto, sábio estrategista, cuidadoso admirador, amigo presente, pai amoroso, irmão super-protetor e um grande apaixonado por mim, sua obra-prima...

Sonhei escrever versos de amor, desenhar e idealizar como seria lindo aquele dia, um conto imperdível aclamado pelos ventos, disputado a gritos pela platéia, observado pelos seus idealizadores. Escrito no papel reciclado para dar um tom majestoso e sofisticado em caneta tinteiro com letra medieval. Tudo para formatar e padronizar a tão sonhada felicidade. Onde encontraria o meu príncipe montado em um cavalo branco, de braços apertos olhar sereno, confiante, decidido, apenas, esperando um olhar meu em sua direção. Uma atitude sem medir esforços, prever riscos, conseqüências.

Simplesmente se lançar sem temer e desfrutar dessa linda história de amor. Olhares fitos um ao outro contemplando a junção do rio ao mar, onde as águas ficam turvas e se tornam vivas saem da realidade e provam que há coisas inexplicáveis nessa vida. Como as várias formas paradoxais; ter arrepios no calor, ter a sensação de calor no frio, unir o doce do rio ao salgado do mar e ter um encontro perfeito dentro do improvável.

Quando se é criança tudo é lindo, fácil, novo há um mundo a se conhecer e pessoas. Muitas delas, cada uma com sua própria visão. Nossa tudo é perfeito, temos quem cuide de nós e nos tire dos maus caminhos ... mas as coisas começam a tomar forma, mudam, se transformam de varias maneiras distintas e os olhos inocentes são instigados ao saber, ao conhecimento das causas já não são mais confundidos pelo modo simples de se ver a vida.

- A matemáticas tenta resolver os problemas, achar solução para os desafios através de seus cálculos mostrando seus possíveis resultado lógicos e práticos. Estabelece padrões, cria medidas, facilita o comércio com a inovação da moeda que estabelece o valor do dinheiro; na sua soma, divisão, multiplicação e subtração. Mistifica-se na física que confronta pensamentos culturais tentando comprovação racional de A + B para responder alguns dados filosóficos em suas fórmulas e contestações. Na busca do inexplicável mundo das teorias. Inovando conceitos com base nas suas descobertas de matérias; íons, átomos, partículas que facilitaram o desenvolvendo da tecnologia que muda a cabeça e radicaliza a vida normal e cotidiana. Diminui as distancias, facilita o capitalismo com suas engenhocas mirabolantes. Trás a vida formas até então desconhecidas de vida; o stress, a fadiga, o cansaço, as doenças cardíacas. Auxilia na medicina para tentar reverter os danos causados por essas novas fontes do caus. Ajuda nas informações, no bem-estar das pessoas buscando unir o útil ao agradável.

Na fuga do cotidiano contemporâneo descobrimos a literatura tentando reviver na leitura o sabor da infância e suavizar na mente o modo frio e calculista de ver a vida, com seus contos e fabulas. Onde o mundo das palavras toma cor, cria forma, dá assas a imaginação e realiza os sonhos que foram padronizados pela geografia limita-os ao traço fino e imaginário da sua linha longitudinal e latitudinal que permitiu a junção de todos os povos, línguas e tribos. A arte ajuda a desenhar o globo terrestre, dá forma, cor e busca o auxilio da história para nomear os territórios habitados pelos nômades que se tornaram posseiros territoriais formando suas tribos, raças, culturas e religiões. Estabelecendo princípios, dividindo épocas com dados importantes a linha cronológica do tempo que narram à passagem de referencias, personalidades e ícones de diferentes setores da nossa educação e cultura. Lançaram moda, mudaram os figurinos e instigaram a criatividade do ser humano que pode expressar sua maneira de ver a vida através da musicalidade, das peças teatrais, dos esportes, dos quadros, das fotografias, dos filmes... dando um toque de cor, som e novidade a arte renascentista, realista, naturalista, moderna, contemporânea.

Na tentativa de explicar o motivo real da vida são pegos de surpresa pela ciência que já achou um jeito de explicar a origem da vida, derrotar as doenças do corpo, evoluir em sua própria cultura quebrando os falsos costumes e explicando a genética da vida. Delimitando o espaço orbital e descobrindo o infinito do universo.

Relatando suas descobertas pela escrita que serve de instrumento para a comunicação, o estudo, o conhecer sendo o veículo do saber na busca do entender. É o link de tudo.




O muito saber só mostra a nossa necessidade diária em busca do equilíbrio das descobertas, do saber, do conhecer, pois de nada valeria ter o mundo nas mãos e a alma às avessas sem ter um motivo maior para existir se esse não fosse o amor. Mas não qualquer tipo de amor, falo do amor verdadeiro aquele que é incondicional, tudo espera, tudo crê, tudo suporta, que não arde em ciúme, que não se ensoberbece, que prefere dar ao receber, que não se irá facilmente.

A complexidade pede auxilio ao bom senso da maturidade gerada nas aventuras e brilhantes descobertas dessa maravilhosa jornada ao tão sonhado destino. A cada sorriso dado em troca de um caminhão de lágrimas que foram necessárias para dar vida ao enorme rio que preencheu aquele espaço vazio que havia entre o meu castelo e o seu reinado impedindo a minha chegada até você.

Quando pensei ter achado a solução para os meus problemas simplesmente mergulhando nesse rio e atravessando a margem que nos separava me deparei com um mar imenso cheio de perigos, tempestades e ventos contrários. Que por inúmeras vezes me fizeram desacreditar que seria possível atravessar esse caminho e chegar ao meu destino.

Foi no madeiro onde achei a graça e o amor de poder construir uma ponte que trilhasse essa minha caminhada até ti. Nesse momento o sol começou a brilhar novamente e os passarinhos voltaram a cantar aquela nossa canção de amor dando liberdade aos meus pensamentos que se perderam no vento e me tiraram novamente de você e me fizeram perder o foco.

Comecei a me fascinar com as descobertas desse novo caminho esquecendo meu objetivo, você! Eram tantas novidades, me perdi nas cores, nos sons, nas histórias... e você nesse tempo todo como telespectador apenas observava atentamente cada movimento meu e zelava a cada minuto pela minha vida que lhe custou sua própria vida.

Seu perfume me atraiu novamente e me despertou a sua essência que renasceu outra vez em mim, só que dessa vez com mais força, porque não está simplesmente na superfície do meu ser mais sim gravada nas profundezas da minha alma, escrita com letras vermelhas no centro do meu coração para que eu não as tire de lá jamais. Assim, quando sondada pelo meu livre arbítrio possa encontrar a resposta certa nessa consciência consciente daquilo que é certo. E não duvidoso, que estava a pouco, cheia de informações vagando pelo vento, sem um fundamento e nem um firmamento.

Apenas no DIVÃ dessa dança mundana. Foi preciso ouvir no meio da confusão, onde você conseguiu despertar minha atenção me tirando desse fantasioso sonho rumo à sua realidade inocente que foi planejada cuidadosamente por você especialmente para mim. Onde não a do que temer. Encontrei em seus braços abrigo, refúgio, conforto, proteção, amor. E deixei aquele ideal de príncipe quando me firmei em ti e pude ver que sempre tive nas mãos a melhor história de todas que foi escrita antes da criação dos tempos pelo melhor escritor de todos os tempos; você! O autor da vida, minha paixão, meu melhor, meu tudo, o principio e o fim.

Agora possa descansar aliviada das minhas tensões, pois posso ouvir as batidas do seu coração junto ao meu. Minhas lágrimas não são mais de tristeza mais sim de alegria...